Pular para o conteúdo principal

Pico Pão de Açúcar do Saco de Mamanguá: Ponto Alto de toda a região da Joatinga

Pico Pão de Açúcar visto do Saco de Mamanguá
A Ponta da Joatinga no litoral sul do Rio de Janeiro é repleta de recantos de rara beleza natural. Um desses pontos é Pico Pão de Açúcar do Saco de Mamanguá. Excluindo alguns outros picos cujos acessos são mais difíceis e se localizam no interior da reserva, o Pão de Açúcar é o ponto que possibilita o melhor visual a longa distância de toda a Joatinga.

Do topo deste pico, todo o fiorde se desenvergonha aos olhos incrédulos e impressionados dos aventureiros. O Saco do Mamanguá é o único fiorde brasileiro, um santuário de vida marinha, rodeado por serras, vegetação de mata atlântica, praias e nativos caiçaras (alguns nem tanto)!

Localizado no município de Parati, Estado do Rio de Janeiro, Brasil, o acesso é sinalizado e relativamente fácil, a partir da Praia do Cruzeiro. Dependendo do roteiro do aventureiro, uma das formas de chegar à Praia do Cruzeiro é através de barco vindo de Parati Mirim; ou mesmo desde Parati. Da Praia do Cruzeiro ao topo gasta-se em torno de 1h00 de caminhada por trilha bastante íngreme. Aqueles mais animados podem incluí-lo na Volta ao Saco de Mamanguá, é claro; ou ainda acessá-lo vindo da Vila de Oratório!

Rota realizada e disponibilizada no Wikiloc
Além de possibilitar estudar e visualizar a região, você poderá baixar este tracklog (necessário se cadastrar no Wikiloc); e inclusive utilizá-lo no seu GPS ou smartphone (necessário instalar aplicativo). Recomendamos que utilize esta rota como fonte complementar dos seus estudos. Procure sempre levar consigo croquis, mapas, bússola e outras anotações que possibilitem uma aventura mais segura.
Quanto melhor for o seu planejamento, melhor será o seu aproveitamento.
Pratique a atividade aplicando os Princípios de Mínimo Impacto

Powered by Wikiloc

Com cerca de 575 metros de altitude (não há medição oficial), o rochoso Pão de Açúcar se destaca como um guardião do Saco de Mamanguá. Infelizmente (ou felizmente, depende do ponto de vista) devido à sua localização, o pico é bem menos visitado que as trilhas da tradicional Travessia da Ponta de Joatinga. Seu topo rochoso é pequeno e alguns metros abaixo, no lado sul, há um pé de cacto, onde os mais corajosos podem ir comemorar! O visual se completa com inúmeras praias nos arredores. Aos cinéfilos, lembro que desde o topo é possível ver o imóvel aonde foram gravadas cenas do filme Crepúsculo.

Importante saber que a Praia do Cruzeiro, porta de entrada para o Pico Pão de Açúcar é também muito bonita. Abriga uma vila de pescadores e possui alguns bares e inclusive camping (Camping do Seu Orlando).

Abaixo, um vídeo que fiz por lá em uma das minhas visitas. O dia estava parcialmente nublado e a câmera não era das melhores, mas mesmo assim, é uma beleza só!


► Leita também outros relatos de trekking que realizamos pela Ponta da Joatinga:
► Rota Tradicional toda à pé, sem visita à Cachoeira do Saco Bravo
► Rota Tradicional e visita à Cachoeira do Saco Bravo, quando fizemos o trecho Martin de Sá a Ponta Negra via barco
 Aqui você encontrará informações para visitar a bela e inusitada Cachoeira do Saco Bravo

► Confira algumas Dicas Básicas de Segurança para a prática de Atividades Outdoor

► Pratique a atividade aplicando os Princípios de Mínimo Impacto

Bons ventos!

Última Atualização: Nov 2017

Mais Trekking Pra Você...

Cachoeira de Congonhas: um complexo belíssimo do ParnaCipó!

O Parque Nacional da Serra do Cipó é grandioso sob todos os aspectos. Localizado a aproximadamente 100 km ao norte de Belo Horizonte, Estado de Minas Gerais, conta com atrativos naturais espalhados por toda a sua área. Inúmeras espécies vegetais e animais integram um ambiente extraordinariamente harmonioso e belo, cujos afloramentos rochosos fazem a mente do aventureiro viajar.

Rico em recursos hídricos, em sua parte alta e oriental, nas proximidades da rodovia MG 10, está localizada a Cachoeira de Congonhas, uma joia do ParnaCipó. Formada pelas águas do Ribeirão Congonhas, consiste em 3 principais quedas d'água, que despencam em direção ao vale da Bocaina, parte baixa do ParnaCipó. Foi nesse lugar espetacular que estivemos no último dia 12 de abril.
Rota realizada e disponibilizada no Wikiloc(incluída em Mar 2016) Além de possibilitar estudar e visualizar a região, você poderá baixar este tracklog (necessário se cadastrar no Wikiloc); e inclusive utilizá-lo no seu GPS ou smartphon…

Alimentação: o que levar para as trilhas

A alimentação em trilhas é um aspecto que preocupa a muitos, especialmente os iniciantes na prática de hiking ou trekking. E é uma preocupação pertinente, pois naturalmente ninguém quer passar fome enquanto se caminha; em especial se estiver em ambientes mais distantes e isolados.

Além disso, somos resultados do que comemos, já diz a velha máxima! Entretanto, a preocupação e dúvida sobre o que levar muitas vezes faz com que o caminhante se abasteça de alimentos nem sempre adequados a uma aventura; ou ainda, exagere na sua quantidade; comprometendo seriamente o êxito de uma aventura!
O pulo do gato para minimizar possíveis problemas é não fugir abruptamente do seu hábito alimentar cotidiano, que suponho, seja saudável. Normalmente, nosso organismo já é adaptado aos alimentos que costumeiramente ingerimos, de modo que, mantendo os hábitos, dificilmente teremos complicações.

Igualmente não se preocupe em abarrotar sua mochila com grandes quantidades de alimentos. Quando caminhamos, norm…

Ponta da Joatinga: a Travessia que une paixões!

Localizada no município de Parati, litoral Sul do Estado do Rio de Janeiro, a Ponta da Juatinga é uma península conhecida pela sua expressiva beleza natural. Região habitada pelos descendentes Caiçaras, caracteriza-se por vegetação de mata atlântica, relevo acidentado e clima quente e úmido; além de inúmeras praias em sua maioria desertas. A importância e beleza da região são tão expressivas que a península está protegida pela Área de Proteção Ambiental do Cairuçu e a pela Reserva Ecológica da Juatinga, limitando-se com áreas do Parque Nacional da Serra da Bocaina...
Atualização Fev 2016 Rota realizada e disponibilizada no Wikiloc Além de possibilitar estudar e visualizar a região, você poderá baixar este tracklog (necessário se cadastrar no Wikiloc); e inclusive utilizá-lo no seu GPS ou smartphone (necessário instalar aplicativo). Recomendamos que utilize esta rota como fonte complementar dos seus estudos. Procure sempre levar consigo croquis, mapas, bússola e outras anotações que poss…

Complexo do Viana em Rio Acima: as maiores cachoeiras nos arredores de BH!

A região localizada a leste-sudeste de Belo Horizonte é rica em atrativos naturais. É a tão falada região da Serra do Gandarela, cujos limites ampliados vão da encosta leste da Capital até os limites do Caraça, em Santa Bárbara no sentido oeste-leste; e desde Itabirito até Caeté no sentido sul-norte.

É recoberta por vegetação de transição, mesclando mata atlântica, cerrado e campos de altitude. Seu relevo é movimentado, como é comum nas Minas Gerais, possuindo as maiores porções de cangas do Brasil. Ao mesmo tempo, guarda em seu subsolo imensas reservas de água e minerais, em especial o minério de ferro...
Diante de tamanha riqueza, a região é objeto de acirradas discussões, cobiças e desentendimentos entre mineradoras, ambientalistas e governos. Isto culminou com a criação do Parque Nacional da Serra do Gandarela, que infelizmente não colocou um fim às pendengas, que prometem novas e grandes quebras de braços. Alheio à essas cansativas e muitas vezes rígidas posições das partes inte…

Cachoeiras em Itambé do Mato Dentro: um descanso merecido!

Itambé do Mato Dentro é um pequeno município de aproximadamente 2.500 habitantes, localizado à nordeste da Capital Belo Horizonte, Estado de Minas Gerais. Encrustado na Serra do Espinhaço e à margem leste do Parque Nacional da Serra do Cipó, abriga em seu território recortes de belezas naturais marcantes.

Ao contrário que imaginamos, Itambé vai muito além do famoso e conhecido Distrito de Cabeça de Boi, oferecendo ao aventureiro outras possibilidades, especialmente cachoeiras. Foi para conhecer e desfrutar de alguns desses atrativos que nos mandamos pra Itambé no feriado do dia da Pátria. A missão era visitar as cachoeiras da Serenata, Vitória, Funil e Lúcio, um final de semana dedicado à curtição mais sossegada...
Rota realizada e disponibilizada no Wikiloc Além de possibilitar estudar e visualizar a região, você poderá baixar este tracklog (necessário se cadastrar no Wikiloc); e inclusive utilizá-lo no seu GPS ou smartphone (necessário instalar aplicativo). Recomendamos que utilize e…