quarta-feira, 19 de março de 2014

Cachoeira do Lajeado: mais uma belezura de Lapinha da Serra!

Cachoeira do Lajeado: linda, porém com pouca água
O arraial de Lapinha da Serra localizado no município de Santana do Riacho é daqueles lugares típicos do interior mineiro. Distante aproximadamente 12 km da sede municipal, o arraial ainda guarda muito de simplicidade, apesar do boom imobiliário e turístico que vive nos últimos tempos. Como o próprio nome sugere, a localidade está encravada em plena Serra do Espinhaço, mais precisamente em um primeiro platô da cadeia, a aproximadamente 1.200m de altitude. Esta localização faz com que os arredores do arraial concentre vários atrativos naturais, especialmente cachoeiras e poços propícios para banho. Dentre esses atrativos, um que merece visita é a Cachoeira do Lajeado. Estivemos por lá recentemente juntamente aos amigos do Nice Trekking!

Deixamos BH em torno de 6h00 da manhã e em viagem tranquila e ignorarmos o cotovelo que leva à Cachoeira do Bicame e Poço do Soberbo, por volta de 9h00 já estávamos na Lapinha da Serra. Nosso objetivo naquele dia era visitar a Lajeado. Após identificarmos o nosso ponto de encontro da volta, o Restaurante Sempre Viva, partimos imediatamente para a Cachoeira. Seguimos no sentido da Lagoa da Lapinha, o mesmo trajeto inicial da Travessia Lapinha a Tabuleiro. Pelo caminho, notamos o quanto o arraial estava lotado naquele feriado. Havia gente por todo lado!!!

A Lagoa da Lapinha
Cruzamos a ponte da lagoa e entramos à direita em suas margens. Nossa direção era a sudeste do arraial. A trilha muito bem marcada segue praticamente plana margeando essa primeira parte da Lagoa. Após aproximadamente 2 km de caminhada cruzamos o primeiro córrego importante, que na verdade estava com pouca água. Prosseguimos margeando o Ribeirão Mata Capim sempre no sentido sudeste. A trilha segue bem marcada e em alguns trechos parece até uma estradinha.

Visual sul em direção à Lajeado.
É possível ver a trilha pós ribeirão. A Cachu fica à esquerda,
naqueles paredões
Entre pequenos aclives e declives, a caminhada rende e logo cruzamos outra água, cerca de 1,5 km após a primeira. Prosseguimos sem problemas e ao se aproximar do km 5 passamos por uma residência simples, com morador. Alguns cavalos estavam no quintal, e certamente são os "cavalos de aluguel", muito usados na região. Logo abaixo da residência, cruzamos o maior córrego da caminhada, pulando pedras. As águas desse ribeirão são as mesmas da Cachoeira do Lajeado e são afluentes do Ribeirão Mata Capim, que até então foi nosso companheiro à nossa direita.

Mata Capim
Ao cruzar esse afluente do Mata Capim, realmente se entra no trecho em que há trilha propriamente dita, com cascalho e pedras. São cerca de 600 a 800 metros aproximadamente. Há uma leve subida, depois uma descida e outra subida, de onde já se vê a Cachoeira do Lajeado em sua totalidade. Muito bonita! Sem dificuldades, rapidamente chegamos à Cachoeira. Era por volta de 11h30 da manhã.

Lajeado e seu poço
A Cachoeira do Lajeado é um conjunto de quedas não contínuas, que desce por um lajeado irregular, formando um conjunto muito bonito. Possui um belo poço para banho, com profundidade rasa a mediana, que permite horas de diversão. Infelizmente, devido às poucas chuvas neste verão, a Cachoeira estava com bem menos volume de água que o normal para o período. Já a vi bem mais cheia... Mas mesmo assim, não estava menos bela... 

Esperávamos que até tivesse mais gente na cachoeira, pois a Lapinha estava cheia de visitantes. Surpreendentemente havia poucas pessoas por lá. Com isso, foi possível curtir bastante o lugar. O tempo estava parcialmente nublado, ideal para curtição mesmo!

Vista nordeste, em direção ao Arraial da Lapina.
É possível ver o Pico do Cruzeiro
Beirando às 15h00 deixamos a cachoeira para trás e em cerca de 1h30 de caminhada tranquila já estávamos de volta ao arraial da Lapinha, aonde almoçamos no Sempre Viva. Aliás, o almoço estava delicioso! Fizemos uma horinha de ócio pelo agitado arraial; e logo após retornamos à Belo Horizonte, aonde chegamos por volta de 20h00. Foi um bate e volta perfeito: belo lugar e animadas companhias! 


Serviço

Poço da Lajeado
Localizada a aproximadamente 6 km do arraial de Lapinha da Serra, município de Santana do Riacho, a Cachoeira do Lajeado, como o próprio nome já indica, despenca sobre um lajeado de pedras de aproximadamente 80 metros, e não é uma queda livre. Nesse despencar, a Cachoeira torna-se diferente do habitual, tornando-a muito bela. Seu poço possui boa profundidade e tamanho, possibilitando um banho refrescante. Em um ponto, pelo menos, é possível ficar em pedras e embaixo de uma queda final.

Rota no GE
A trilha de acesso é bastante fácil. Até o km 5 aproximadamente e próximo à uma casa simples de um morador local a trilha é praticamente uma estradinha. Após essa casinha, cruza-se um ribeirão e o trecho é verdadeiramente uma trilha, tornando-se irregular e com muitas pedras. Porém, não apresenta dificuldades. Os arredores da cachoeira é formado por matas de galerias e fica encrustada em um vale aos pés do paredão da queda. É um lugar muito bonito e devido à distância, um pouco menos visitada que suas irmãs grudadas ao arraial.


Como chegar - Cidade referência: Belo Horizonte

► De carro:
Sentido norte da Capital, pegar a rodovia MG 10 sentido Aeroporto Internacional de Confins, entrando e passando pela cidade de Lagoa Santa, sentido Serra do Cipó. Antes de Cardeal Mota (Vila da Serra do Cipó) entrar à esquerda, sentido Santana do Riacho (estrada asfaltada). Em Santana do Riacho seguir pela estrada de chão batido até o arraial de Lapinha da Serra. Daí em diante, seguir a pé até a cachoeira. Ida e volta são feitos pelo mesmo trajeto.

► De ônibus:
Ida: Via empresa de ônibus SARITUR, embarcar na rodoviária de BH, descendo no final, em Santana do Riacho. De Santana do Riacho à Lapinha não há linha regular de ônibus, necessitando então a locação de táxi, van ou outro. Daí em diante, seguir a pé até a cachoeira. Ida e volta são feitos pelo mesmo trajeto.

►► Confira no site da empresa de ônibus Saritur os horários e valores!

Distâncias

BH a Santana do Riacho: aproximadamente 120 km
Santana do Riacho à Lapinha da Serra: aproximadamente 12 km por estrada de chão
Lapinha à Cachoeira do Lajeado: aproximadamente 12 km (ida e volta)

Considerações Finais 

Intenso colorido na trilha da Lajeado
► Mesmo em dias lotados na Lapinha da Serra, a Cachoeira do Lajeado permanece um pouco mais vazia; pois fica um pouco afastada do arraial.

► De Belo Horizonte à Lapinha são aproximadamente 2h30 a 3h00 de viagem! Então, para bate e volta, é fundamental que saia cedo de BH. 

► Lapinha é um arraial e possui boa infraestrutura em pousadas. Possui também restaurantes, bares e mercearia. Mas é um comércio básico. E fique atento a preços: enquanto almoçar é relativamente barato, outros itens de bar e mercearia são bem mais caros que aqueles encontrados em cidades maiores.

► Ha camping no Arraial. O Bromélias é aquele de melhor estrutura.

► Não há sinal de celular no arraial.

Pratique a atividade aplicando os Princípios de Mínimo Impacto


Bons ventos a todos!

Navegação Manual

FAQ